Tel: (11) 2505.2000 | Rua Boa Vista, 170 - São Paulo/SP- 01014-930


Alô CDHU: 0800 000 2348



Endereços eletrônicos oficiais da CDHU:   http://www.cdhu.sp.gov.br     http://www.facebook.com/cdhusp     https://www.twitter.com/cdhusaopaulo


Notícias

Morar Bem, Viver Melhor entrega 39 casas em Aramina



A Secretaria de Estado da Habitação entregou, nesta segunda-feira (18/12), na rua Lourenço Cristóvão, s/nº, Centro, as chaves das casas para 39 famílias de Aramina, na região de Franca. As unidades foram viabilizadas pela CDHU - Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano de São Paulo e estão localizadas no Conjunto Habitacional Herminio Bernardon (Gaúcho).

“Esta é a maior obra da história de Aramina. Nós entregamos as últimas 39 moradias do empreendimento composto por 93 unidades no total, de dois e três dormitórios. Isso mostra o comprometimento do governo de São Paulo que sabe administrar os cofres públicos e para não parar nenhuma obra. Além disso, São Paulo é o único estado que investe 1? de toda sua arrecadação em programas habitacionais”, afirmou o coordenador do Programa Cidade Legal, Geninho Zuliani.

As casas do empreendimento da CDHU contam com azulejo na cozinha e banheiro, piso cerâmico, muro de divisa, calçada de acesso, esquadrias de alumínio, cobertura em estrutura metálica, e laje de forro. Com 56,67m² de área construída, as unidades têm dois dormitórios, sala cozinha e banheiro; além de infraestrutura completa com redes de água e esgoto, rede elétrica, iluminação pública, drenagem, pavimentação asfáltica, guias e sarjetas e passeio público.

“As famílias aguardaram por muito tempo este momento. Agora elas terão a oportunidade de criarem seus filhos bem longe do aluguel. E nós, preocupados com quem ainda não foi beneficiado, já estamos em conversa com a Secretaria de Habilitação para viabilizar mais moradia para Aramina”, afirmou a prefeita de Aramina, Dalva Aparecida.

A CDHU atende famílias com renda entre um e dez salários mínimos, priorizando as que recebem até três. Outros requisitos para participar do programa são: morar ou trabalhar no município há pelo menos cinco anos, não ser proprietário de imóvel e não ter financiamento habitacional.

Esta é a etapa final de entrega do empreendimento da CDHU, que ao todo tem 93 casas e recebeu um investimento de R$ 7,8 milhões.  O conjunto habitacional foi viabilizado em parceria com o município, que doou o terreno e administrou a obra. A CDHU repassou os recursos financeiros e supervisionou todas as etapas dos trabalhos.  As famílias foram selecionadas por meio de sorteio público. 

O autônomo Leandro Eurípedes Gomes da Silva, de 32 anos, e sua esposa Edcleide Batista Ferreira, de 27 anos, do lar, pais do Leandro, de 10 anos, aguardavam há tempos por este momento. Eles eram os últimos na fila de suplentes. "Eu estou muito feliz. Quando soube que seria contemplado, na fila de suplentes, tive a certeza que nunca podemos deixar a esperança de lado. Demorou, mas hoje a minha família tem um lar", disse Leandro, bastante emocionado. Durante cinco anos, o casal pagou aluguel de R$ 550,00 e agora vai pagar apenas R$140,00 de prestação.

De acordo com estudo realizado pela CDHU, são criados 14,5 empregos diretos a cada R$ 1 milhão investido em construção residencial, o que equivale a 113 empregos diretos criados pela obra das 93 unidades do condomínio.

Desde 2011, a região de Franca recebeu 2.682 moradias populares, por meio da CDHU e da Agência Casa Paulista. Além disso, há 752 habitações de interesse social em construção.

Morar Bem, Viver Melhor

Reúne todas as ações e investimentos da Secretaria de Estado da Habitação, como infraestrutura, urbanização, requalificação, acessibilidade, qualidade das construções e equipamentos, cuidados com o meio ambiente e qualidade de vida para as famílias atendidas.


Autor: Gerência de Comunicação Social


Voltar para o Índice de Notícias